Informativo – GIL de Cara Nova


Informativo DAB 2009 Dia 11/08/2009

GIL de cara nova

Foi encerrado, nesta semana, o projeto piloto para testes das novas ferramentas a serem disponibilizadas aos municípios
O Departamento de Atenção Básica (DAB) e o DATASUS fizeram uma parceria para adaptar o Gerenciador de Informações Locais, mais comumente conhecido por GIL, a fim de atender algumas necessidades de gestão da Atenção Primária à Saúde nos municípios.
O sistema, com acesso liberado desde 2003, está na versão 4.0.16 e encontra-se disponível no site do DATASUS http://gil.datasus.gov.br/w3c/gil.php. Adaptado para aceitar os procedimentos ambulatoriais e hospitalares, a versão atual aceita somente procedimentos com a modalidade ambulatorial.
Com o remodelamento, o sistema – modificações nos formulários de coletas de dados dos agentes comunitários de saúde (ACS) e nos atendimentos realizados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) – possibilitará não só a identificação de usuários em situação de risco, mas também uma melhor interação entre os diferentes sistemas disponibilizados pelo Ministério da Saúde.
A novidade do GIL está na sua finalidade. Antes, as ferramentas visavam à coleta de dados direcionada, principalmente, à gestão financeira das UBS. A partir de agora, o sistema será capaz de cadastrar os usuários no CADSUS (aplicativo de cadastro e manutenção de Usuários do Sistema Único de Saúde e seus domicílios de residência); gerar um Cartão Nacional de Saúde (CNS) provisório; analisar o trabalho dos agentes comunitários de saúde; e possibilitar novos tipos de cruzamento de dados a fim de apoiar decisões governamentais e políticas públicas.
Para tanto, foi estruturado um projeto piloto com duração de dois meses nos municípios de Santa Luzia de Itaim, em Sergipe, e de Maracanaú, no Ceará. As equipes da Saúde da Família que participaram do projeto foram ouvidas em todas as fases do projeto, desde a sua concepção até a avaliação do novo sistema, trazendo todas as dificuldades encontradas para os técnicos envolvidos no projeto.
O mês de agosto será destinado à avaliação do projeto piloto. Em breve, cada município poderá fazer download da ferramenta e continuar a usá-la de forma autônoma.
Com o trabalho compartilhado entre a ponta e os técnicos do DAB e do DATASUS, o novo GIL atenderá, de fato, às necessidades gerenciais das equipes Saúde da Família, possibilitando a geração de novos indicadores e revolucionando o trabalho nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: