Test Drive do “Meu Prontuário”


Tive acesso a mais um prontuário eletrônico para testar. É o “Meu Prontuário”. O site da empresa é http://www.meuprontuario.net/prontuario-medico/
O canal do Youtube tem vídeos demonstrativos http://www.youtube.com/user/meuprontuario?feature=results_main

O responsável citou que usou muitas sugestões do Blog Informática Médica no PSF como a lista de problemas do Prontuário Orientado para o Problema.

Primeiro me foi solicitado seguir uma pequena aula antes de usar o software, mas um bom teste para ver se o programa é amigável é tentar usar sem se preparar. A maioria dos prontuários eletrônicos não são muito intuitivos na hora de iniciar o atendimento de um paciente. Tem que cadastrar o paciente e seguir um roteiro que não costuma ser intuitivo.

O primeiro prontuário eletrônico que eu usei só precisava digitar o nome e começar a usar, mas com risco de criar cadastros duplos. Este recurso pode funcionar sem que exista a troca de dados com outros profissionais, servindo apenas como exceção.

Na interface abaixo está a lista de problemas com problemas ativos, problemas inativos, problemas familiares e lista de medicação. O cadastro do paciente permite ligar os familiares e criar a lista de problemas familiares automaticamente trocando dados de problemas ativos.

A evolução dos problemas pode ser automatizada. Existem atendimentos prontos que podem ser feitos com poucos cliques do botão.


O programa ainda está em desenvolvimento e senti falta de um editor para cada médico criar seus próprios atendimentos estruturados. Atualmente apenas o desenvolvedor atualiza a partir de sugestão dos usuários.

Existe também uma opção de anamnese não estruturada:

Os dados da anamnese estruturada e não estruturada de atendimentos anteriores ficam visualizadas no módulo de impressão. A interface abaixo é a visualização de uma prescrição de medicamentos e do prontuário completo.

No módulo de prescrição de medicamentos existe a opção “repetir a prescrição” que é muito bem vinda pelos médicos. A lista de medicação disponível é repetida e os medicamentos que não interessam podem ser depois apagados.

A seleção de medicação é feita com busca da medicação. A medicação vem com a posologia usada com mais frequência. Na interface abaixo eu coloquei já com uma lista de prescrições prontas com o profissional apagando o que não quer. Os dados não estão estruturados o que dificulta trocar dados com a farmácia do SUS sobre a disponibilidade da medicação no estoque.

Achei difícil listar resultados de exames. A empresa disponibiliza um programa gratuito para os laboratórios entrar dados dos exames e disponibilizar automaticamente para quem usa o Meu Prontuário. Não tive acesso a esta ferramenta. O formulário de pedido de exames é voltado para as necessidades de convênios e não interessa ao SUS. A imagem abaixo é uma montagem com o pedido de exame (original) e a entrada dos dados do exame.

Foi demonstrado o Sistema de Informação. O banco de dados é nacional, com 170 mil pacientes cadastrados. Em poucos segundos me foi mostrado a prevalência de algumas doenças na população.

O módulo de agendamento tem o padrão de agenda do dia, semana e mês. No caso do PSF senti falta de limitar o número de vagas. Na minha lista de desejo a agenda tinha que ter a foto do paciente.

Os módulos de encaminhamento e atestados não foram desenvolvidos ainda, mas são formulários que podem ser criados em um editor de texto.

Uma resposta to “Test Drive do “Meu Prontuário””

  1. Leonardo Alves Says:

    Olá, Fábio.
    Efetuamos algumas modificações no sistema MeuProntuário, seguindo suas sugestões.
    Ainda está pendente o fato de atualização, pelo próprio médico, dos problemas e dos modelos (que foram criados).

    Adianto-lhe algumas modificações nessas novas versões que foram implementadas:

    1 – BPA (boletim de produção ambulatorial) automático – sem necessidade de execução no final do mês – o arquivo é enviado diretamente para o SIA … proporcionando uma redução de funcionários da digitação.
    2 – Guias AIH, APAC, ALTO CUSTO, REFERENCIA, bem como a ANSInternação (ANS).
    3 – Formulários – 4a aba do prontuário – onde está o HIPERDIA e onde estará o SIS-PRÉNATAL
    4 – Modelos: são consultas e textos prontos, feitos pelo médico que podem ser consultas pré-prontas, orientações-padrão, receitas de medicações manipuladas, etc.
    5 – Prescrição de medicações: Agora, além do nome comercial, pode-se prescrever e escolher a (substância), a dose e o laboratório farmacêutico que produz aquela substância.
    5a) estaremos permitindo a prescrição somente de medicações da farmácia básica, para que o médico do SUS tenha como “excluir” as medicações que não estão na farmácia básica.
    6 – SIS-HIPERDIA gerando a ficha de acompanhamento mensal (depois lhe mostro como é, pois será gerado pelo Administrador da UBS.

    Andamentos futuros:
    7 – SIS-PRÉ-NATAL: disponível nas próximas versões.
    8 – SIS-PNI (imunizações).
    9 – Central de marcação (já em teste-piloto)… você verá um link “Autorizações” no menu Atendimento/Prontuário, onde o médico poderá acompanhar as suas solicitações de internação, de APAC, AIH, ALTO CUSTO, REFERENCIA…
    Dentre outras novidades que virão…

    Fiz um novo blog: http://www.meuprontuario.net.br/oblog – onde estou colocando e mostrando como as funcionalidades que lhe mostrei são utilizadas pelos profissionais médicos.

    Enviei-lhe nova senha de acesso por email.
    Grande abraço.
    Leonardo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: